Bem-vindo à página oficial da Câmara Municipal de Terras de Bouro

Nota à navegação com tecnologias de apoio h2

Nota à navegação com tecnologias de apoio h3

Saltar para o conteúdo (tecla de atalho 1)

Reconco Gerês Granfondo em Terras de Bouro com 1100 atletas a percorrer o Parque Nacional

Contando com o apoio do Município de Terras de Bouro e na sequência de mais uma jornada de ciclismo para todos, a prova velocipédica Reconco Gerês Granfondo percorreu alguns dos locais de referência do Parque Nacional da Peneda-Gerês.  O pelotão multicolorido, que animou a 11.ª edição do Reconco Gerês Granfondo, foi constituído por 1100 atletas de 20 nacionalidades diferentes que se concentraram na vila do Gerês para disputar o mais antigo evento desportivo nacional do género.

 MNF 8143

E é para um espanhol que vai o maior destaque desta edição. David Mayo Vivas voltou a impor-se perante toda a concorrência e foi o primeiro a cortar a meta após 127 km, distância que completou em 3h34m41s. O corredor da Love Tiles repetiu no Gerês a vitória que já ali tinha alcançado em 2022 e completa assim uma série de três vitórias consecutivas em tantas outras corridas do calendário de granfondos da Bikeservice em que participou.
O pódio da geral masculina do granfondo foi, de resto, ocupado por dois outros ciclistas da Love Tiles. A 3m53s, Diogo Graça entrou para a 2.ª posição, enquanto que Pedro Merendeiro, a 4m25s, garantiu o 3.º posto num sprint apertado com Carlos Aguiar (Penacova).
Já nas senhoras, Daniela Pereira (Brinox) mostrou estar mais apta para o terreno acidentado das serras Amarela e do Gerês e cruzou a linha de chegada com uma vantagem de 2m41s para a sua principal adversária nesta temporada, Flávia Lopes. A vencedora absoluta do granfondo gastou 4h47m18s e soma já três vitórias em quatro possíveis. Mónica Serrano (Lactaçores) entrou para o 3.º lugar, a mais de 1h30m de Daniela Pereira.
No mediofondo, com uma distância de 100 km, o triunfo masculino na geral foi discutido ao sprint entre Nuno Torres (Secai) e Luís Moura (Brinox), com vantagem para o primeiro após 2h49m45s de corrida. Também da formação Brinox, Rúben Machado segurou o 3.º posto, a 46 segundos do líder.
Ainda no mediofondo, mas nas senhoras, Marlene Seara (Brinox) arrancou no Gerês a segunda vitória absoluta depois do triunfo no EuroBEC Granfondo (Badajoz, Elvas e Campo Maior), na abertura da temporada. Um triunfo folgado, já que a 2.ª classificada, Joana Barros (Spac), chegou 19m05s depois. Diana Porto (Love Tiles) foi 3.ª, a 21m17s da vencedora, que completou a prova em 3h39m27s.
Os 78 km do minifondo – distância ligeiramente superior ao habitual – quebraram a hegemonia de Fábio Abreu nesta categoria. Vencedor absoluto das três provas até então realizadas, o ciclista da Proteu quebrou no tira-teimas com Hugo Nogueira (Love Tiles) na recta da meta e cedeu-lhe o triunfo, marcava o cronómetro 2h11m32s. Para ocupar o 3.º lugar chegou, 18 segundos depois, Constantino Silva (Team Optical).
Tal como no pódio masculino do granfondo, o do minifondo feminino foi igualmente dominado pelas cores da Love Tiles. E, do mesmo modo, o troféu correspondente ao 1.º lugar absoluto seguiu para Espanha, na bagagem da veterana Mónica Hernández que, tal como David Mayo, soma já três vitórias em quatro possíveis. A ciclista gastou 2h46m19s e dominou por completo a corrida, deixando a 2.ª classificada (Carina Rodrigues) a 3m17s, e a 3.ª (Ana Frias) a uns longínquos 8m22s.
De um modo geral, estes resultados permitiram aos líderes do troféu Superprestígio Bikeservice reforçar as posições que ocupavam à partida para o Gerês Granfondo. Assim, no que à distância “rainha” diz respeito, as camisolas amarelas vão permanecer na posse de David Mayo (Love Tiles) e Daniela Pereira (Brinox). Gonçalo Filipe (Penacova) e Marlene Seara (Brinox) são os líderes absolutos no mediofondo, condição em que também se encontram Fábio Abreu (Proteu) e Mónica Hernández (Love Tiles), mas no minifondo.
Integrada no calendário de granfondos da Bikeservice, o troféu Superprestígio é a maior competição de ciclismo amador de Portugal, cujos vencedores serão apurados pelo maior número de pontos acumulado no final das sete corridas agendadas. A quinta destas provas realiza-se a 14 de Julho, quando for para a estrada o Bragança Granfondo.


Créditos fotos: © Bikeservice

Este site utiliza cookies para lhe proporcionar uma melhor experiência de utilização. mais informação